ENSINO DE HISTÓRIA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA (lei 10.639/2003)

 

                                      Bibliografia sugerida

 

História da África

APPIAH, Kwame Anthony. Na casa de meu pai. Rio de Janeiro, Contraponto, 1997.

BIRMINGHAM, David. A África Central até 1870. Luanda: ENDIPU/UEE, 1992.

BOAHEN, A. Adu. (org). História Geral da África, vol. VII: A África sob dominação colonial, 1880-1935. São Paulo: Ática; Unesco, 1991.

CADAMOSTO, Luis. Viagens de Luis de Cadamosto e de Pedro de Sintra.  Lisboa: Academia Portuguesa de História, 1988.

CASTRO, Yêda A. Pessoa de & CASTRO, Guilherme A. de Souza. Culturas Africanas nas Américas: um esboço de pesquisa conjunta à localização dos empréstimos. In Afro-Ásia, nº 13, 1980. p. 27-50.

COSTA E SILVA, Alberto. Um Rio Chamado Atlântico. A África no Brasil e o Brasil na África. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2003.

_____. A Enxada e a lança. A África antes dos portugueses. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1992.

_____. A manilha e o Libambo. A África e a escravidão, 1500 A 1700. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2002.

_____. Francisco Félix de Souza, o mercador de escravos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira; EdUERJ, 1994.

CURTIN, P.D. “Tendências recentes das pesquisas históricas africanas e contribuição à história em geral”. In Joseph Ki-Zerbo(org.). História Geral da África, vol. I. São Paulo, Ática; Paris, Unesco, 1982.

DAVIDSON, Basil. A Descoberta do Passado de África. Lisboa: Sá da Costa, 1981.

DAVIDSON, Basil. Angola. Lisboa: Delfos, 1974.

DIFUILA, Manuel Maria. “Historiografia da História de África”. In Actas do Colóquio 'Construção e Ensino da História de África'. Lisboa, Linopazas, pp. 51-56, 1995.

DÖPCKE, Wolfgang (org.). Crises e Reconstruções. Brasília: LGE, 1998.

_____. “A vinda longa das linhas retas: cinco mitos sobre as fronteiras na África Negra.” In revista Brasileira de política Intrnacional, 42 (1): 77-109, 1999.

FAGE, J. D. “A evolução da historiografia africana”. In Joseph Ki-Zerbo. História Geral da África: metodologia e pré-História da África. vol. I. São Paulo, Ática; Paris, Unesco, pp. 43-59, 1982.

FAGE, J. D. e OLIVER, Roland. Breve História da África. Lisboa: Sá da Costa, 1980.

FANON, Frantz. Pele Negra, Máscaras Brancas. Rio de Janeiro: Fator, 1983.

_____. Os condenados da Terra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979.

GILROY, Paul. O Atlântico Negro. Rio de Janeiro, UCAM, editora 34, 2001.

HENRIQUES, Isabel Castro. Os pilares da diferença: relações Portugal-África, séculos XV-XIX. Lisboa: Caleidoscópio, 2004.

HERNANDEZ, Leila Leite. Os filhos da terra do sol. A formação do Estado-nação em Cabo Verde. São Paulo: Summus/Selo Negro, 2002.

KAPPLER, Claude. Monstros, demônios e encantamentos no fim da Idade Média. São Paulo: Martins Fontes, 1994.

KI-ZERBO, Joseph. História da África Negra. Lisboa: Europa América, s.d.

_____. “As tarefas da história na África”. In História da África Negra. Lisboa: Europa América, s.d., pp. 9-43.

_____. História Geral da África: metodologia e pré-História da África. vol. IV. São Paulo: Ática; Paris: Unesco, 1982.

LOPES, Carlos. “A Pirâmide Invertida - historiografia africana feita por africanos”. In Actas do Colóquio Construção e Ensino da História da África. Lisboa, Linopazes, 1995.

LOVEJOY, Paul E. A escravidão na África: uma história de suas transformações. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2002.

M’ BOKOLO, Elikia. África Negra História e Civilizações. Até ao Século XVIII. Lisboa, Vulgata, 2003.

MANNING, Patrick. “Escravidão e mudança Social na África”. Novos Estudos, CEBRAP, nº 21, julho, pp. 8-29, 1988.

MILLER, Joseph. Poder Político e Parentesco. Antigos estados mbundu em Angola. Luanda: Arquivo Histórico, 1995.

_____. “Tradição Oral e História: uma agenda para Angola”. In Actas do II Seminário Internacional Sobre A História de Angola. Lisboa: Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 2000.

 

MOKHTAR, G. (org.) História Geral da África, vol. II: A África Antiga. São Paulo: Ática; Unesco, 1983.

MUDIMBE, V. The invention of Africa. Bloomington; Indianapolis: Indiana University Press, 1988.

NIANE, D. T. (org). História Geral da África, vol. IV: África entre os séculos XII e XVI. São Paulo: Ática; Unesco, 1988.

OLIVER, Roland. A Experiência Africana. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1994.

PANTOJA, Selma e ROCHA, Maria José (orgs.). Rompendo Silêncios: História da África nos currículos da educação básica. Brasília: DP Comunicações, 2004.

PANTOJA, Selma e SARAIVA, Flavio. (Orgs.) Angola e Brasil nas Rotas do Atlântico Sul. Rio de Janeiro, Bertrand do Brasil, 1999.

PANTOJA, Selma. (Org.). Entre Áfricas e Brasis. Brasília, Paralelo 15, 2001.

PANTOJA, Selma. Nzinga Mbandi: mulher, guerra e escravidão. Brasília, Thesaurus, 2000.

RAY, Benjamin C. African Religions: symbol, ritual, and community. New Jersey, Prentice-Hall, 2000.

SARAIVA, José Flávio Sombra. “Olhares Transatlânticos: África e Brasil no mundo contemporâneo”. In Humanidades, nº 47, novembro de 1999.

SARAIVA, José Flávio Sombra. O Lugar da África. Brasília: EdUnB, 1996.

THORTON, John. A África e os africanos na formação do Mundo Atlântico, 1400-1800. Rio de Janeiro, Campus, 2003.

VANSINA, J. “A tradição oral e sua metodologia”. In KI-ZERBO, Joseph (org.). História Geral da África, vol. I. São Paulo: Ática; Paris: Unesco, 1982.

ZURARA, Gomes Eanes. Crônica dos feitos notáveis que se passaram na conquista da Guiné por mandado do Infante D. Henrique. Lisboa: Academia Portuguesa de História, 1978 e 1981.

 

Ensino da História da África

 

CUNHA, Henrique Cunha Jr. “O ensino da História Africana”. In Historianet, www.historianet.com.br.

LIMA, Mônica. “A África na Sala de Aula”. In Nossa Historia, ano 1, n° 4, fevereiro de 2004, pp. 84-86.

_____. Fazendo soar os tambores: o ensino de História da África e dos Africanos no Brasil. Comunicação apresentada na II Jornada África-Brasil. Brasília, 2003.

MATTOS, Hebe Maria. “O Ensino de História e a luta contra a discriminação racial no Brasil”. In Martha Abreu e Rachel Soihet, Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologia. Rio de Janeiro, Casa da Palavra; FAPERJ, pp. 127-136, 2003.

OLIVA, A. R. “A África, o imaginário Ocidental e os livros didáticos”. In PANTOJA, Selma e ROCHA, Maria José (orgs.). Rompendo Silêncios: História da África nos currículos da educação Básica. Brasília: DP Comunicações, 2004.

_____. “A África, o imaginário Ocidental e os manuais escolares: Representações e imprecisões sobre os africanos nos livros de História em Angola, Portugal e no Brasil.” In Anais do VII Congresso Nacional da Associação Latino-Americana de Estudos Afro-Asiáticos do Brasil. Brasília: UnB, 2004.

_____. “A História da África nos Bancos Escolares: representações  e imprecisões na literatura didática”. Revista Estudos Afro-Asiáticos, ano 25, n° 3, set./dez. 2003, pp. 421-462.

RIBEIRO, Ronilda. “Ação educacional na construção do novo imaginário infantil sobre a África”. In MUNANGA, Kabenguele (org.). Estratégias e políticas de combate à discriminação racial. São Paulo: EDUSP; Estação Ciência, 1996, pp. 167-176.

SILVA, Petronilha Beatriz. “Africanidades brasileiras”. In Revista do Professor, Porto Alegre, 19 (73), jan./mar. 2003, pp. 26-30.

TEDESCO, Maria do Carmo Ferraz. A África só produz escravos?

 

Livros Didáticos

 

DREGUER, Ricardo e Toledo, Eliete. História: cotidiano e mentalidades, 7ª. São Paulo: Atual, 2000.

MACEDO, José Rivair e Oliveira, Mariley W. Brasil: uma história em construção, vol. 3. São Paulo: Editora do Brasil, 1996.

SCHMIDT, Mario. Nova História Crítica, 6ª série. São Paulo: Nova Geração, 1999. (Incluído o Manual)

                                                                                  

* Falta completar  (em breve)