AFROAMAZONAS
Movimento Afrodescendente do Amazonas

Principal | Lideranças | Atividades | Estatísticas | Fórum | Artigos | Links |Contato

 



O Movimento Afrodescendente do Amazonas (AFROAMAZONAS) é um movimento de adesão e atuação principalmente virtual mas também convencional, surgido na capital do Estado (Manaus) , é uma evolução natural  surgida dos movimentos de negritude pioneiros do estado do Amazonas, os Movimentos Alma Negra Nestor Nascimento (MOANNN)  e  Movimento Orgulho Negro-AM (MON)  e foi oficialmente  fundado em 24 de Maio de 2006 em assembléia realizada na sequência da sessão solene  da Câmara Municipal de Manaus em comemoração aos 122  anos da abolição da escravidão na cidade (vide ata de fundação e estatuto) por membros históricos dos movimentos citados, com a intenção de dar continuidade ao trabalho dos movimentos pioneiros porém acompanhando  as atualizações ideológicas e de denominação que passaram  a ser empregadas neste início de século pelo amplo Movimento Nacional  de Consciência e Negritude, genéricamente chamado de Movimento Negro e que possui três vertentes: a de Conscientização e Atuação Política, a Cultural (ex. Capoeira, Folclore, Hip-Hop e outras)  e a Religiosa (Cultos Afro-Brasileiros e Grupos de Negritude Cristã como a pastoral do Negro e GREN) , cada vertente possui vários grupos que se integram, se complementam e apoiam os interesses não apenas da própria vertente como das outras.

O AFROAMAZONAS  é portanto um dos vários grupos atuantes no Movimento Negro nacional,  regional e local  e   faz  parte da vertente de Conscientização e Atuação Política, o Movimento em sí é apartidário e sem comprometimento político ou doutrinário externo à causa, mas seus membros individualmente podem e devem ter atuação política partidária (de acordo com suas convicções ideológicas e afinidades) a fim de aumentar a influência e a representatividade Negra nas esferas de poder constituido e o "poder de fogo" nas reinvidicações de políticas públicas de interesse da Negritude.

Temos como principais objetivos:

Combater o preconceito e a discriminação racial (racismo); resgatar e divulgar a participação dos Africanos e seus descendentes na construção da nação brasileira; debater as questões de interesse e fomentar a justa inserção social dos Afro-brasileiros; aumentar a auto-estima e otimizar a imagem do(a) cidadã(o) negro(a) junto a sociedade amazonense e nacional.

Para tal focamos nossa atuação na:

  • Educação, através de palestras escolares em todos os níveis e na luta pela implementação da Lei 10.639/2003 (que obriga o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana nos ensinos Fundamental  e Médio) além de debates sobre a importância das cotas Universitárias entre outros temas.
  • Divulgação e Conscientização, através de presença na mídia, entrevistas e debates, presença na Web/Internet, criação e participação em eventos culturais.
  • Atuação Política, com  a participação em conferências e seminários de políticas públicas diversas, busca de parcerias com a sociedade civil e atuação junto ao poder público na reivindicação de ações afirmativas  e parcerias, relacionamento com outras entidades do movimento negro e de outros setores discriminados da sociedade, defesa e apoio às vitimas de atos de discriminação,  etc... .
     


 

O  AFROAMAZONAS de acordo com a totalidade dos grupos integrados ao Movimento de Consciência Negra do Brasil, não prega supremacia étnica de forma alguma, abomina a violência e o segregacionismo ("apartheid social") é portanto  ANTI- RACISTA

"Considera-se como preconceito racial uma disposição (ou atitude) desfavorável, culturalmente condicionada, em relação aos membros de uma população, aos quais se têm como estigmatizados, seja devido à aparência, seja devido a toda ou parte da ascendência étnica que se lhes atribui ou reconhece. Quando o preconceito de raça se exerce em relação à aparência, isto é, quando toma por pretexto para as suas manifestações os traços físicos do indivíduo, a fisionomia, os gestos, o sotaque, diz-se que é de marca; quando basta a suposição de que o indivíduo descende de certo grupo étnico, para que sofra as conseqüências do preconceito, diz-se que é de origem. (Nogueira, 1985, p. 78-9)

"o racismo, como construção ideológica incorporada em e realizada através de um conjunto de práticas materiais de discriminação racial, é o determinante primário da posição dos não-brancos nas relações de produção e distribuição" (Hasenbalg, 1979, p. 114)  

O Movimento apenas defende a INTEGRAÇÃO justa e igualitária dos Afro-descendentes na sociedade e a valorização dos elementos culturais Africanos, responsáveis por parte da formação da identidade brasileira, bem como o respeito à diversidade, à coerência Científica e aos princípios Constitucionais,

Seguimos e defendemos o conceito do IBGE, utilizadado nas políticas públicas , antropológico e consenso dos Movimentos de negritude em nível nacional, que define como população NEGRA ( Afro-descendente) o conjunto dos auto-declarados pretos e pardos ( virtual metade da população brasileira) .  Também admitimos a reformulação das categorias para o próximo CENSO dentro do esquema de ancestralidade geográfica (eliminando o atual baseado em cor/raça) e sem "intermediarismos"  obedecendo critérios coerentes e com base científica/política  para uma melhor definição das identidades "étnico-raciais" integrais e combate efetivo aos superados conceitos de racialismo biológico, ao racismo pessoal e estrutural  e consequentes desigualdades sociais.

Como todo movimento social do gênero não temos fins lucrativos.

O grupo é formado por ativistas e simpatizantes da causa negra (independente de "cor/raça" e gênero) e tem atuado em Manaus com reconhecimento público, conquistando inclusive o respeito e apoio da mídia local e dos poderes constituidos  .